Empresa aposta no e-commerce e em clube de assinaturas para vender pescados frescos

PEGN - Globo

Clientes da capital paulista e de algumas cidades do interior podem escolher entre mais de 30 tipos de pescados para receber em casa. Empresa faturou $ 1 milhão em 2020.

Um clube de assinatura entrega na casa do cliente pescados fresquinhos toda semana. O lema da empresa é rapidez, praticidade e qualidade.

A empresa do Marcelo Mizusaki vendeu 25 toneladas de pescados em 2020. As vendas são feitas pelo e-commerce da marca.

“A pessoa pode entrar no site, chamar no WhatsApp ou ligar para nós e a gente coloca o pedido e entrega na casa dela, em uma embalagem própria com gelo, embalada a vácuo, para manter o produto com qualidade”, explica Marcelo.

O cliente escolhe entre mais de 30 tipos de pescados. Salmão, Saint Peter e Camarão são os mais pedidos.

A entrega é feita na capital paulista e em algumas cidades do interior de São Paulo. A logística é um dos desafios de trabalhar com um produto perecível.

O grande diferencial do negócio é o clube de assinatura, que também funciona no site da empresa. O cliente escolhe entre vários tamanhos de pacotes e recebe pescado toda semana em casa.

“A vantagem como empresa é garantir que tenho cliente recorrente e eu consigo planejar melhor a distribuição, tanto a aquisição dos produtos, quanto a parte de logística, de distribuição”, afirma o empresário.

Os planos foram pensados baseados no número de refeições. Por exemplo, se a pessoa mora sozinha e quer comer pescado uma vez por semana, paga R$ 81 mais o frete. Se quer para duas refeições semanais, com o suficiente para quatro moradores por casa, o valor é R$ 770.

Por enquanto, o clube de assinatura representa 10% do faturamento da empresa como um todo, que foi de R$ 1 milhão em 2020.

“Antes da pandemia, o nosso maior trabalho de divulgação era para fazer o cliente entender que era possível comprar um produto fresco e de qualidade sem sair de casa. Agora, meu trabalho é divulgar a minha empresa, porque hoje o cliente já sabe que pode comprar e receber em casa qualquer coisa”, afirma Marcelo. 

Veja o vídeo e reportagem completa aqui.

Comments are closed.